Como você percebe a cultura da sua organização? O que o comportamento das pessoas influencia nas atividades? Quais são os valores que permeiam essa cultura? O que pode ser observado por meio da missão, visão e até mesmo da maneira como as pessoas se vestem?

Segundo Edgar Schein, psicólogo social, para a cultura organizacional existem três diferentes níveis, sendo: 1) artefatos: que são fatores visíveis, porém geralmente indecifráveis. Aqui podem ser inclusos a missão, instalações da empresa, maneira de se vestir das pessoas e até mesmo o imobilizado; 2) valores: expressos pelos valores locais e pessoais na organização, podendo ser percebidos por meio das atitudes das pessoas; 3) crenças, ou pressupostos: que podem ser percebidos de maneira visível ou invisível, aquilo que as pessoas levam consigo como regras para a vida, e é sobre isto que este artigo trata.

As crenças funcionam para cada pessoa como regras de vida. São elas que determinam a todo instante as nossas tomadas de decisão. Elas existem ou porque absorvemos durante a educação que nos foi dada, ou por  experiências que tivemos. Por exemplo, certamente, você conhece alguém que tem habilitação para dirigir e não dirige. Se perguntar para ela, talvez, a resposta seja porque tenha medo do trânsito, ou que se dirigir baterá com o carro. Este é o tipo de crença que denominamos limitante. A crença limitante não permite o individuo avançar, ir além, nem mesmo produzir um resultado diferente. Por outro lado temos aquela crença que permite alguém ir em busca dos seus objetivos e alcançá-los, e mesmo que o resultado não seja satisfatório, o indivíduo percebe o que pode ser mudado e continua avançando.

Pelos corredores de uma organização, circulados por inúmeras pessoas no cotidiano, podemos perceber pelas falas várias crenças, como também pelo comportamento. Se Schein nos coloca que, como num nível mais profundo, as crenças são a base de uma cultura organizacional, o que impede ou permite uma empresa avançar? É importante compreender o quanto isto precisa ser identificado e avaliado, uma vez que o que as pessoas acreditam ser as regras que dirigem as suas vidas, são também as regras que determinaram a velocidade em que uma organização corresponde à expectativa de sua missão, impactando nos resultados que geram para o alcance da sua visão.

As crenças limitantes numa organização podem ser percebidas pelas falas dos colaboradores. Um exemplo disto pode ser percebido numa reunião ou evento que costumeiramente começa atrasado. Possivelmente a causa para isto é revelada na expressão “vou chegar atrasado porque aqui as pessoas não são pontuais”. Este pensamento, ou modelo, ou regra, é o que impede a pontualidade de muitos, gerando insatisfação naqueles que são pontuais. Pensamos, agora, o quanto esta crença pode impactar em projetos maiores, na entrega aos clientes, e que outros tipos de insatisfação podem ser gerados. O que esta regra impacta no resultado em  que a organização está buscando?

Embora existam as crenças que limitam uma organização de ser pontual em suas entregas, por exemplo, isto não significa que não possa haver mudança. A este processo chamamos de ressignificação, dar um novo significado. Então, ao invés de “vou chegar atrasado porque aqui as pessoas não são pontuais”, pode-se remodelar o pensamento para “independente de outros, serei pontual”. Desta forma, o comportamento não só de uma pessoa, e sim de várias outras pode ser mudado. E isto, certamente impactará positivamente nos resultados da empresa.

É importante ter percebida e fortalecida aquelas crenças que fazem com que uma organização esteja em constante crescimento. É motivador perceber que os desafios são superados e que as expectativas dos clientes (internos e externos) são atendidas. O que você acredita que te ajuda a crescer? Leve isto para a sua organização, fixe nos murais frases de impacto que revelam as crenças possibilitadoras. Empresas feitas para vencer estão cheias de regras que as levam a alcançar a visão de futuro.

Por fim, identificar, ressignificar ou fortalecer o que está na base da cultura organizacional é um de grande importância para perceber o resultado obtido. Para que esta leitura seja realmente produtiva, sugiro que você se reúna com sua equipe e promova um brainstorm para identificar aquilo que impede de os resultados serem melhores, o que impede de, como equipe, haver um crescimento mútuo. Dê um novo significado a estas crenças. Identifique, também, as crenças que os ajudam a alcançar os resultados. Crie frases de impacto e coloque pela sala ou na sua área de trabalho, isto ajudará a organização a sempre lembrar que as possibilidades são infinitas.


Posts Relacionados

Administração

Como aproveitar ao máximo o seu trabalho – Parte 1

O que é trabalho para você? Antes de pensarmos numa definição geral para o que é trabalho, gostaria de trazer uma reflexão nada comum sobre o tema. Acredito que a maioria das pessoas conhecem a Leia mais…

Administração

Sobre o Pipeline da Liderança

Posso afirmar com convicção que este foi um dos livros mais objetivos e inspiradores sobre o desenvolvimento de lideranças em uma organização. Tanto pela proposta dos autores em como desenvolver a liderança, quanto pelas orientações Leia mais…