O que é trabalho para você?

Antes de pensarmos numa definição geral para o que é trabalho, gostaria de trazer uma reflexão nada comum sobre o tema. Acredito que a maioria das pessoas conhecem a história do pecado original. Numa síntese, Adão e Eva gozavam de uma excelente vivência, onde a responsabilidade dada ao homem era de cultivar o que havia no Éden. Podemos dizer que esta atividade de trabalho era um fazer prazeroso, porque, como se pode interpretar da Torá, ali era um lugar perfeito. Quando da transgressão em “não comer do fruto da árvore do bem e do mal”, ambos foram expulsos dali e sobre o homem caiu a tarefa de ganhar o seu alimento diário através da fadiga (trabalho cansativo). Diante disto, podemos afirmar, que trabalho é uma maldição.

Se o trabalhar é uma maldição e ao mesmo tempo uma necessidade, como aproveitar ao máximo o nosso trabalho?

Talvez alguns acreditem mesmo que o trabalho seja uma verdadeira maldição ao considerar, por alguma razão, que essa responsabilidade seja um fardo. Chegar cedo no local de trabalho, pegar engarrafamentos, ter um chefe entedioso ou desrespeitoso, ter colegas nada leais ou viver num ambiente de competitividade constante. Para estes casos, vale repensar sobre se ali é mesmo o lugar em que se deseja estar e se é possível desenvolver o seu potencial. Alguns podem até nem gostar de trabalhar, e considerarão o trabalho uma verdadeira fadiga.

O nosso desafio como profissional é encarar o trabalho como uma necessidade para sermos sustentáveis e, mediante isto, independente do clima que haja numa organização, transformar essa atividade “fadigosa” numa busca contínua e de contentamento. E, de toda, forma perceber que, seja como for o ambiente, trabalhar é um oportunidade para o desenvolvimento.

Percebendo o trabalho como uma oportunidade, temos a chance de elaborar a jornada pela qual desenvolveremos a nossa carreira. Então, é preciso saber de que maneira você pode contribuir para a organização e o que esta tem a contribuir para com você. Já ouvi algumas vezes pessoas dizerem que estão insatisfeitas com o trabalho, porque fazem a mesma coisa há anos. O que sempre pergunto é: o que você pode fazer de diferente? Nem sempre mudar de empresa é a solução, pois se você continuar a fazer a mesma coisa de sempre – que pode ser nada – logo, em outro lugar, você também estará insatisfeito.

A competitividade de mercado e dentro da organização sempre haverá. Seja alguém querendo mostrar o melhor serviço ou, até mesmo, querendo o seu lugar. Vale um conselho: tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque na sepultura, para onde tu vais, não há obra, nem indústria, nem ciência, nem sabedoria alguma (Eclesiastes 9:10). Sendo assim, é por meio do trabalho que temos a oportunidade de fazer acontecer usando da nossa força e conhecimento. Como vemos, depois disto, não haverá mais chance para gerar resultados. É preciso ver o trabalho como uma oportunidade de gerar melhorias para a sua vida e a de outros. Reclamar ou buscar “novas oportunidades” não provocará a inovação que você deseja.

Para aproveitar ao máximo o trabalho é preciso se perguntar: o que eu quero aqui? Trabalho é uma necessidade, e não devemos pensar no salário de agora. Devemos agir de maneira que a nossa contribuição produza para outros uma melhoria de vida. Logo, percebemos que ter uma missão em mente não é uma tarefa tão somente das empresas e sim, também, das pessoas. Saber o porque você existe ajudará a se perceber neste mundo e compreender em como você pode fazer a diferença. Estabeleça o que você quer ser e em quanto tempo você quer isto, estabeleça um plano de ação e, ao executá-lo, você poderá perceber os resultados que o seu trabalho tem lhe gerado. Se você não tiver um alvo e nem estabelecer um plano, verdadeiramente, o seu trabalho será uma fadiga.

Uma dica para aproveitar ao máximo o seu trabalho é criar um pensamento possibilitador e de inovação, perceber o que pode ser feito de diferente e fazer. Não se importe se o resultado gerado ficou aquém daquilo que você esperava. Certamente você aprendeu alguma coisa, e isto é muito valioso. Faça de uma outra maneira da próxima vez, ajuste o seu caminho, reduza ou aumente a velocidade. Perceba como você pode usar a sua força e a use para obter uma transformação de dentro para fora. Não adianta querer mudar as pessoas ou o ambiente se você não mudar. Seja a mudança!

Tenha uma coisa como certa, sendo prazeroso ou não, o trabalho é uma atividade que cabe a todos nós, seja onde for. Defina objetivos, desenhe um plano de ação e perceba o que você estará aprendendo na sua caminhada.


Posts Relacionados

Administração

A importância das crenças nas organizações

Como você percebe a cultura da sua organização? O que o comportamento das pessoas influencia nas atividades? Quais são os valores que permeiam essa cultura? O que pode ser observado por meio da missão, visão Leia mais…

Administração

Sobre o Pipeline da Liderança

Posso afirmar com convicção que este foi um dos livros mais objetivos e inspiradores sobre o desenvolvimento de lideranças em uma organização. Tanto pela proposta dos autores em como desenvolver a liderança, quanto pelas orientações Leia mais…